Magento 2.0 Finalmente é Lançado pela Magento Inc.

E aí, pessoal!

Espero que estejam sentindo falta dos meus posts, pois isso significaria que vocês estão gostando do conteúdo do meu blog. Aproveitando, peço desculpas por estar um pouco ausente da comunidade, mas muitas coisas estão mudando em minha vida, da melhor forma possível.

Hoje foi um dia marcante para toda a comunidade Magento, comunidade ansiosa que esperava já por anos o tão esperado lançamento da versão 2.0 de uma das melhores plataformas de e-commerce, o Magento! Eis que chega o Magento 2.0!

Muitas dúvidas ainda pairam sobre a cabeça de muitos lojistas e desenvolvedores referente á versão 2.0 do Magento e venho aqui esclarecer um pouco os pontos fortes desta grande mudança.

Muita coisa mudou na arquitetura do Magento 2.0. Vamos dar uma olhada em algumas das novidades:

 

 

Nova Estrutura de Arquivos

A arquitetura de arquivos do Magento está totalmente diferente! Por exemplo, falando sobre os temas, no Magento 1.x nós temos a pasta app/design/frontend/base/default qua é a última instância para o fallback do Magento. Chega dessa patifaria, agora todos os arquivos base das views do Magento 2.0 ficarão dentro da pasta de cada módulo, por exemplo app/code/Magento/Catalog/view/frontend/templates/product/list.phtml e ao invés de termos um arquivo catalog.xml dentro de app/design/frontend/base/default/layout teremos um arquivo default.xml e uma arquivo para cada handle, como por exemplo catalog_product_view.xml, dentro da pasta do próprio módulo em app/code/Magento/Catalog/view/frontend/layout.

 

Composer

Agora podemos gerenciar todas as dependências para a instalação do nosso projeto Magento utilizando o composer. O composer é fascinante e veio para nos ajudar (e muito) no gerencialmento de dependências de projetos PHP, já estava mais do que na hora da Magento Core Team implementá-lo.

 

Namespaces

Seguindo os novos padrões de desenvolvimento PHP o Magento foi todo re-escrito para comportar as mais modernas e melhores práticas de desenvolvimento. Uma delas é a utilização dos Namespaces que força classes como Mage_Catalog_Model_Resource_Product_Collection darem adeus das nossas vidas e abrindo as portas para \Magento\Catalog\Model\ResourceModel\Product\Collection que poderemos chamar apenas de Collection.

 

Traits

Já era possível utilizar traits no Magento 1.x, porém a prática de utilizar traits ainda é restrita entre desenvolvedores. Normalmente apenas os desenvolvedores mais interessados vão saber do que eu estou falando quando digo Trait! Calma, eu não estou xingando ninguém, Trait é apenas uma forma implementada no PHP a partir da versão 5.4.0 para [simular] múltiplas heranças de classes deixando assim o seu código mais reutilizável e possibilitando uma melhor arquitetura em seus módulos Magento daqui pra frente. Caso queira saber um pouco mais sobre Traits clique aqui.

 

NGinx

Antes de entrar nesse ponto, você vai precisar pronunciar NGinx corretamente, então repita comigo: “endin ex”! Muitos desenvolvedores e empresas já estão adotando o NGinx como o servidor HTTP principal para seus projetos. Isso por muitos motivos, maior possibilidade de configuração, maior flexibilidade, maior rapidez (em larga escala), maior leveza, etc, etc, etc… O problema é que existem muitas regras de rewrites nos arquivos .htaccess no Magento que o Apache interpreta corretamente, mas o NGinx não e a falta de uma configuração oficial para servidores NGinx nos davam um pouco de dores de cabeça. Agora existe na própria instalação do Magento uma configuração oficial pronta para o NGinx e você não precisa mais se preocupar com configurações que podem não estar certas. Saiba mais sobre NGinx.

 

Módulos no Magento 2.0

Agora, praticamente tudo referente ao módulo fica dentro da pasta do próprio módulo: Blocks, Controllers, Models, Resource Models, Views, Helpers, Setup, etc, etc. Ufa, acho que isso vai adiantar bastante o nosso lado, hein… 🙂

Existem vários outros tópicos que eu gostaria de colocar aqui para vocês, porém vou deixar para uma próxima hora para não extender muito este post.

Para quem quiser baixar o Magento 2.0 e se divertir um pouco pode clicar aqui para ir direto ao site do Magento ou pode clicar aqui para clonar o repositório oficial no Github.

 

jQuery

Quando o Magento começou seu desenvolvimento o jQuery ainda era uma criança e estava em desenvolvimento. Agora, com o jQuery sendo uma das melhores bibliotecas JS para web, foi colocado como a biblioteca principal da nova versão. Podem agradecer frontenders de platão!

 

Full Page Cache Nativo

Não, eu não escrevi errado, agora a funcionalidade que antes só era presente na versão Enterprise Edition foi colocado na versão Community Edition (Thanks God!) e promete melhorar, e muito, a performance de sua loja.

 

Bom, acho que temos “a long way to go” (um longo caminho a trilhar) e muito o que aprender com essa nova versão do Magento. Muita, mas muita coisa mudou. Que comecem os jogos!

 

Espero que tenham gostado deste post e em breve trarei mais novidades para vocês junto com mais aulas do Curso Magento.

 

Abraços!

 

Tiago

9 Comments

  1. Olá Tiago, estou batendo cabeça para instalar o Magento 2 via NGINX no Easy Engine. Onde poderia encontrar um tutorial sobre a configuração do Magento 2 para NGINX? Tá faltando suporte pra isso.

  2. Oi Tiago,

    aproveitei que postou seu contato em cima e enviei um email para você. Se puder dar uma olhada, agradeço bastante!

    Parabéns pelo seu trabalho, estou pesquisando bastante e foi no Brasil o que mais me ajudou!

    Abs,
    Moritz

Leave A Reply

Navigate